Entretenimento

728x90 - ALERJ JULHO

Valesca Popozuda faz pocket show gratuito para celebrar história das mulheres no Dia Nacional do Funk

Por Redacao 09/07/2024 às 15:09:55

Cantora participa de bate-papo com autora do livro 'Funk Delas - A história contada pelas mulheres' e a cofundadora da KondZilla, no Museu de Arte do Rio, na sexta dia 12/07

Na sexta-feira, dia 12 de julho, acontece a comemoração inédita do Dia Nacional do Funk, cuja lei foi aprovada em dezembro de 2023. Para celebrar o marco, o Museu de Arte do Rio (MAR) promove um pocket show de Valesca Popozuda, e um bate-papo entre a artista, Michele Miranda - autora do livro "Funk Delas - A história contada pelas mulheres" -, Alana Leguth - cofundadora da KondZilla -, com mediação de Tamiris Coutinho - uma das consultoras da exposição "Funk: Um grito de ousadia e liberdade". O evento é gratuito, sujeito a lotação e acontece entre 16h e 21h no Pilotis do MAR.

Além de cantar grandes sucessos de sua carreira, Valesca vai apresentar as faixas inéditas dos EPs que lançou dia 5 de julho: "De Volta Para Gaiola: Amor" e "De Volta Para Gaiola: Amor De Verdade". Este novo trabalho marca uma transformação significativa na carreira da artista, que explora diversos ritmos e influências do R&B, pagode e trap para ecoar sua maturidade musical e sexual.

"Comecei como dançarina na Gaiola [das Popozudas]. Quando a gente dançava, só tinha homens querendo assistir. Quando peguei o microfone, ter as mulheres na frente do palco era meu objetivo. Eu cantava para elas, por elas. Não tinha muitas mulheres. Tive que aprender muita coisa na raça mesmo, enquanto ia fazendo. Na época, as mulheres faziam muitas músicas estilo "resposta", sabe? Porque o MC cantava o que quisesse sobre a gente. Naquela época, os conceitos de machismo e feminismo não eram muito discutidos e divulgados, então, fomos feministas antes até de saber o que era isso", relembra Valesca em trecho do livro "Funk Delas".

O evento também celebra o lançamento do livro "Funk Delas - A história contada pelas mulheres", que é a adaptação da dissertação de mestrado da jornalista e pesquisadora musical Michele Miranda. O texto é baseado em entrevistas com grandes nomes do funk feminino e traz para a literatura, pela primeira vez, a perspectiva das mulheres sobre o movimento que nasceu no Rio de Janeiro.

"As mulheres, seus corpos e seus comportamentos são temas recorrentes das letras de música dos principais hits do funk compostos por homens, mas raramente elas têm oportunidade de contar suas versões. O objetivo do livro 'Funk Delas' é justamente dar protagonismo a essas mulheres, para que elas sejam donas de suas próprias histórias", diz Michele.

O Museu de Arte do Rio, localizado na Praça Mauá, abriga atualmente a exposição "Funk: Um grito de ousadia e liberdade". O evento é apoiado pela União Brasileira dos Compositores (UBC).

MUSEU DE ARTE DO RIO

O MAR é um museu da Prefeitura do Rio e a sua concepção é fruto de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Cultura e a Fundação Roberto Marinho. Em janeiro de 2021, o Museu de Arte do Rio passou a ser gerido pela Organização de Estados Ibero-americanos (OEI) que, em cooperação com a Secretaria Municipal de Cultura, tem apoiado as programações expositivas e educativas do MAR por meio da realização de um conjunto amplo de atividades. A OEI é um organismo internacional de cooperação que tem na cultura, na educação e na ciência os seus mandatos institucionais.

"O Museu de Arte do Rio, para a OEI, representa um espaço de fortalecimento do acesso à cultura, ao ensino e à pluralidade intimamente relacionado com o território ao qual está inserido. Além de contribuir para a formação nas artes e na educação, tendo no Rio de Janeiro, com sua história e suas expressões, a matéria-prima para o nosso trabalho", comenta Leonardo Barchini, Diretor da OEI no Brasil. Em 2024, a OEI e o Instituto Arte Cidadania (IAC) celebraram a parceria com o intuito de fortalecer as ações desenvolvidas no museu, conjugando esforços e revigorando o impacto cultural e educativo do MAR, a partir de quando o IAC passa a auxiliar na correalização da programação.

O MAR tem o Instituto Cultural Vale como mantenedor, a Equinor e a Globo como patrocinadores master e o Itaú Unibanco como patrocinador. São os parceiros de mídia do MAR: a Globo e o Canal Curta.

A Machado Meyer Advogados e a Wilson Sons também apoiam o MAR.

O MAR conta ainda com o apoio da Prefeitura do Rio de Janeiro, do Governo do Estado do Rio de Janeiro, do Ministério da Cultura e do Governo Federal do Brasil, também via Lei Federal de Incentivo à Cultura.
Mais informações em www.museudeartedorio.org.br

Serviço:


Dia Nacional do FUNK

MAR - Museu de Arte do Rio

Praça Mauá, 5

16h - DJ Rootscidade

18h30 - Mesa de conversa com Valesca Popozuda, Alana Leguth, Thamires Coutinho e Michele Miranda

19h30 - Pocket show com Valesca Popozuda

20h – DJ Rootscidade

21h – Encerramento



Fonte: Ascom

Comunicar erro
Comentários

Queremos Saber!

Sobre a realização de megashows na Praia de Copacabana?